Data Centers - Engenharia: Infraestrutura Física

Apresentação

Não é novidade que os data centers vêm despertando o interesse de corporações dos mais diversos segmentos de mercado e profissionais de Tecnologia da Informação. No entanto, muitas organizações de variados portes demonstram interesse em ter suas próprias infraestruturas de TI, data centers, principalmente as de pequeno e médio portes. Com esse movimento, engenheiros, projetistas, consultores e integradores têm identificado novos nichos de mercado na área de TI.

Há vários novos sites de grande porte em construção ou em fase de algum tipo de retrofit, todavia os projetos para a construção e implementação de novos data centers de pequeno e médio portes têm tomado conta de um mercado cada vez mais interessante e atraente. Entre esses projetos, há aqueles com o objetivo de levar o controle da área de TI para dentro de casa e também aqueles para contingência, espelhamento de equipamentos críticos de TI (bem como informação) ou back-up.

Seja qual for o motivo, o fato é que o mercado está aquecido e demanda profissionais preparados para enfrentar o desafio de projetar, implementar e manter data centers. Para ajudar neste sentido, apresento este livro que, de forma direta e objetiva, aborda os princípios de projeto de infraestrutura de data centers, cobrindo seus principais sistemas, como distribuição elétrica, climatização, cabeamento estruturado, segurança, planejamento dos espaços, entre outros tópicos.

Como resultado de um extenso trabalho com gerenciamento de projetos e consultoria em instalações que envolvem, entre outras áreas, a infraestrutura de TI em ambientes de missão crítica, pude identificar algumas falhas de coordenação entre as diferentes áreas ou disciplinas envolvidas e que levam a atrasos e retrabalhos que não seriam necessários se os profissionais envolvidos tivessem melhor visão do processo como um todo.

Assim, ofereço um tratamento bastante completo, porém com abordagem simples sobre o processo de projeto de sites de missão crítica, apresento os três tipos básicos de data centers, ou seja, data centers enterprise, hosting e colocation. Os data centers, que podem ser considerados uma “evolução” dos centros de processamento de dados dos anos de 1970, são ambientes de missão crítica e como tal necessitam de uma infraestrutura capaz de oferecer as condições necessárias para a operação ininterrupta (na condição ideal) ou pelo menos com a máxima disponibilidade (na condição ótima) e garantir a continuidade da operação e dos negócios.

Para que isso seja obtido, o projetista deve estar apto a identificar os sistemas principais (ou core) do site e dispensar especial atenção a eles nas fases iniciais de projeto do data center. Como sistemas core, podemos considerar a distribuição elétrica, incluindo o sistema UPS e baterias, o sistema de climatização, o cabeamento estruturado de alto desempenho e os sistemas de monitoramento e segurança do site. Cada um desses sistemas é tratado no livro, com exemplos de dimensionamento e aplicação, bem como estudos de casos reais, onde adequado.

A eficiência energética dos data centers também tem sido o foco de muitas discussões, bem como adoção de melhores práticas de projeto e instalação. Normas têm sido desenvolvidas para oferecer diretrizes sólidas e unificadas para que a eficiência energética seja obtida. Por outro lado, iniciativas para o desenvolvimento de energia sustentável em âmbito global têm exercido certa pressão para a redução do consumo de energia elétrica de forma geral. Nesse momento, o projetista da infraestrutura do data center encontra mais um desafio, que é projetar um site com altos requisitos de disponibilidade e redundância e, portanto, com requisitos de maior consumo de energia elétrica e, ainda mais eficiente do ponto de vista de eficiência energética.

Os conceitos de disponibilidade e redundância (obviamente que isso tem relação direta com a classificação que se deseja obter para um determinado site) e de “TI verde” ou sustentável não caminham no mesmo sentido; aí está um novo desafio para os profissionais de infraestrutura de TI. Uma discussão sobre eficiência energética em data centers, bem como as métricas utilizadas, é apresentada neste livro.

Além dos sistemas core, há muitos outros que podem fazer parte do projeto, o que depende do grau de criticidade do site, disponibilidade orçamentária, tamanho e sua classificação quanto à disponibilidade e redundância. Sites com maiores classificações tier, por exemplo, possuem melhor desempenho, porém são mais caros e menos eficientes, sob o ponto de vista de consumo de energia elétrica, que sites com classificações inferiores.

Bem, como em toda área de tecnologia, o segmento de infraestrutura de data centers está em constante mudança e evolução. Cabe ao profissional da área acompanhar as tendências e antecipar-se a elas sempre que possível. Para isso, ter um conhecimento sólido dos conceitos envolvidos no projeto, implementação e operação dos data centers, além de manter-se atualizado sobre as novas tecnologias, normas e melhores práticas da indústria, é de fundamental importância.

Preparei este material para ajudá-lo em parte disso. Espero que você encontre no livro orientações e esclarecimentos às suas dúvidas sobre infraestrutura física de data centers.

O autor